A dieta foi criada pelo médico francês Pierre Dukan está causando furor em todo o mundo. Já foram vendidos mais de 525.000 exemplares do polêmico livro em Portugal e mais de 8 milhões no resto do mundo. Apesar de sua escandalosa fama entre os devotos adeptos das dietas de emagrecimento rápido, está na lista negra de muitas entidades de referência no campo da saúde e alimentação, como o Ministério da Saúde, a Agência de Segurança Alimentar Francesa, e até Mesmo a Associação Portuguesa de Nutricionistas-Nutricionistas, que definiu a dieta Dukan como um risco para a saúde pública.

Não há dia que não me encontre com alguma pessoa que eu comente algo sobre esta dieta, ou que quer fazer ou que está fazendo ou o que quer saber em que consiste.

Outras pessoas pessoas só conseguem emagrecer com ajuda de remédios ou suplementos da moda como o Ultra Power Max que vem sendo bem comentado no momento por muitas pessoas.

É por esta razão que eu decidi pesquisar sobre a dieta e fornecer-lhes a informação necessária sobre os seus benefícios e as consequências de segui-la, assim no caso de que querem começar a tão famosa dieta, ao menos saibam quais serão os efeitos sobre o seu corpo.

Conheça neste artigo o perigosa que pode chegar a ser para os rins (leia aqui)

De acordo com o criador, essa dieta permite comer 100 alimentos. 72 proteicos e 28 vegetais. E o que mais atrai é que não passa fome porque pode comer todas as proteínas que quiser nas primeiras fases e adelgazas muito rápido, sem a preocupação de recuperar os quilos perdidos.

A dieta Dukan consiste em 4 fases

A dieta Dukan consiste em 4 fases, que se devem seguir, obrigatoriamente, sem consumir qualquer alimento que não entre dentro de 100 permitidos.

Fase de Ataque

A primeira fase, chamada de ataque, elimina toda a relação que possa ter com os hidratos de carbono, já que terá de alimentarte durante um período de 3 a 7 dias apenas à base de proteínas animais. Os que são amantes de carne, nesta fase, se a passassem em grande escala, pois uma das regras é que você pode comer quanto quiser destes alimentos. Esta é a fase que provoca mais críticas entre os especialistas, pela ausência de alimentos essenciais, como os hidratos de carbono.

Fase de cruzeiro

Depois se passa para a fase de cruzeiro, em que o consumo de proteínas se vai convivendo com os vegetais, apesar de ainda não se introduz frutas até que se alcance o peso ideal. Por esta razão recomendo às pessoas que têm de antemão alguma carência vitamínica, ou patologia, que consultem um médico sobre as medidas de precaução a tomar, antes de começar a dieta, para evitar riscos desnecessários. Talvez seja prudente fazer-se uma análise prévia e, em seguida, alguns de acompanhamento, para saber se posso fazer a dieta sem perigo, ou se, enquanto a estamos realizando o nosso organismo não está sofrendo nenhum dano.

Nesta segunda fase tende a perder um quilo por semana, assim que dependendo do excesso de peso ou obesidade de uma pessoa, o estágio durou mais ou menos tempo.

Essas duas primeiras fases são as de emagrecimento. Uma vez que você alcançou a perda de quilos desejados, passa-se para as duas etapas seguintes que são de manutenção.

Fase de consolidação

Na terceira fase de consolidação, a duração, assim como na fase anterior, estará condicionada pela quantidade de quilos que se queiram perder. Dez dias de dieta por quilo perdido. Nesta fase, vão aparecendo os carboidratos.

Fase de estabilização

A última fase de estabilização, tem como objetivo manter os quilos perdidos.

Se bem que você tem a liberdade de comer o que quiser, existem algumas regras que deves seguir por toda a vida. Destacando-se entre as mesmas, uma vez por semana você deve alimentarte à base de proteínas apenas, como aconteceu na primeira fase de “ataque” e você também deve comer três colheres de sopa de farelo de aveia por dia para gerar sensação de saciedade.

Reflexão pessoal e crítica sobre a Dieta Dukan:

Eu tentei ser objetivo na hora de falar da dieta, embora, evidentemente, eu sou partidário de que sempre que possível você faça, se você quer perder peso, uma dieta hipocalórica balanceada, com a ingestão recomendada de hidratos de carbono, lípidos e proteínas.

Em todo caso, você pode diminuir o aporte de carboidratos e aumentar a de proteína para apreciar uma perda de peso mais rápida. E sempre sob o acompanhamento de um profissional qualificado.

Como nutricionista e enfermeiro, ao analisar a dieta vejo alguns inconvenientes que podem surgir ao realizá-la, sobretudo nas primeiras fases, se estas têm uma longa duração.

Por um lado, o grande aporte protéico implica que tanto os nossos rins como nosso fígado trabalhem mais da conta para reduzir e eliminar os resíduos metabólicos resultantes da degradação da proteína e isso pode resultar, no futuro, problemas funcionais em tais órgãos.

Mais ainda quando o livro permite que o consumo de algumas proteínas se desejarem, podendo a pessoa motivada pela fome, ingerir quantidades irracionais.

Por outro lado, por se tratar de um livro é pensado para um público em geral, quando as dietas devem ser personalizadas.

Outro dos problemas que vejo é o risco de carências em vitaminas e minerais, e por isso pode surgir a necessidade de tomar algum complexo vitamínico.

O esgotamento físico e mental pode ser um dos sintomas predominantes, causado pela falta de hidratos de carbono, principal fonte de energia do organismo.

Nas primeiras fases da dieta, as pessoas podem sofrer de halitose (mau hálito), urina com cheiro muito forte e dor de cabeça devido a corpos cetónicos, que produz o nosso corpo a queimar gordura para obter energia.

Espero que tenha sido útil a informação, e não hesite em contactar-me se você precisar de algum esclarecimento mais.

Conheça neste artigo mais sobre o suplemento Ultra Power Max citado acima: http://diarioradical.blog.br/review-do-emagrecedor-ultra-power-max-em-capsulas/

saudações! 🙂